Nas ruas de Praga é assim: Vc escolhe dois ou tres tipos de homem e mulher, e eles se repetem. Juro que vi a mesma mulher no aeroporto, quando chegamos, e hoje, duas vezes na rua. Até na roupas. As mais idosas, usam meia calca e saia longa, e as jovens, saia curta e perna pelada, num frio que até minhas orelhas congelaram.

A propaganda daqui tb é engracada. Nao tirei foto de uma no aviåo que tentava me convencer a comprar um carro porque ele me faria andar nas nuvens de tåo rápido, mas essa aqui é legal:

As bancas de jornais såo uma coisa de outro mundo. Nåo rola aquela passadinha para ver quais sao as noticias do dia, ou para ficar admirando as capas. Såo uns quiosques fechados, com as revistas dentro da vitrine, totalmente longe do seu alcance. Dos cigarros e outros itens, såo mostrados apenas a embalagem, tb dentro da vitrine. Aí vc fica, num frio do caralho, tentando escolher se compra a revista de fofoca que conta que beltrana virou avó, ou a outra, que fala que sicrano é o mais novo milionário. Grande marketing, aposto que vendem pra caramba.

Taí. Léo comprou um maco de cigarros tchecos. Deu uma nota de cem, e ganhou umas moedas de volta. O negócio custou quase 60 Korunas. O mais engracado foi ver o Leo tendo que fumar rapido, porque o frio apagava o cigarro.

Anúncios