junho 2008


E tudo o que é bom um dia acaba. Despedindo-se de Praga num calor  de 36 graus.

Ja estamos de volta.

 

Anúncios

Voltamos de Veneza para Praga num trem noturno. Melhor viagem ate o momento.

De Praga, resolvemos pegar o resto do dinheiro e ir curtir Amsterdan. Nao sei aonde foi o nosso erro, mas achamos que uma viagenzinha para Amsterdan seria como ir na praça da esquina. Saimos quase com a roupa do corpo, sem auga e comida para uma viagem que, na nossa imaginacao duraria cinco horas, mas que na verdade nos prendeu nada mais nada menos que dezesseis horas em um onibus que, diferente dos moldes brasileiros, nao parava. Dois motoristas se revezaram e foram sem sair de cima ate Amsterdan.

Insuportavel. Quando amanheceu, achamos que ja era  a cidade, mas ainda era Frankfurt. O saldo final foi um tempo menor em Amsterdan do que desejávamos, mas foi maravilhoso. A cidade tem um astral unico, que nao encontramos em nenhuma outra. A legalização da maconha ultrapassou as expectativas, e o distrito Red Light, que o Leo explorou acanhado no começo, da inveja em qualquer traveco da Lapa. Rodamos todas as ruas, durante quase toda a noite.

Distrito Red Light. Leo me fez percorrer ruela por ruela, jah que nao tinha companhia, ate decorar o caminho das putas. Lili pode ficar calma, porque o garoto e tao ze ruela que ficava com vergonha de olhar. Quando se acostumou, ficava impressionado quando elas piscavam para ele.

Nao se pode tirar fotos das putas, mas elas nao ficam peladas, meio que de biquini e fantasias, numa portinha toda preparada especialmente para a amostragem. Tem de tudo. De mulheres que nem se desconfia à rua das mulheres cavalonas, que temos certeza que era a rua das brasileiras.

Tchau tchau amsterdan. Demoro nada, ja to voltando.

Mascara,. rio e barquinho.

Nojo dos pombos. A piazza San Marco nao e nada ludica. Os pombos dao rasante na sua cabeca, e trombam na sua cara, se vc nao se ligar. As pessoas viajam e atiram farelo de pao em cima de si proprias para atraior os malditos para fotos. Eca. Crianças de tres quatro anos participam dessa farra, No minimo, uma conjuntivite, sei la.

Pombos transimitem mais de 250 doenças por minuto

Serial Killer de Pombo

Chegamos em Florenca quase de noite, e pra variar, sem albergue agendado. Esse, na verdade, foi um dos grandes problemas e alvo das nossas preocupacoes durante a viagem. Deixei mamae, leo e agata na estacao de trem, e fui caçcar sozinha um albegue para nos, ja que seria mais rapido. Em duas horas, andei por quase todo o centro historico da cidade. Florença a noite é fantastica. Os barzinhos ficam abertos até tarde, e as pessoas andavam segurando taças de vinho pelas ruas. Todos os albergues em que entrei ficam em predios apertadinhos, escadas ingremes e em andares altos. Mas eram lindos. As pessoas em Florença também me cativaram pela simpatia, que era ímpar.

Na estaca, claro, mamae já havia elaborado todos os filmes de terror, me colocando em IMLs italianos e na sala de imigracao. Nada aconteceu. Ficamos em um hotel lindo, com um cafe da manha maravilhoso, que a Agata adorou.

De dia, vimos a replica da estatua de Davi e muitas outras coisas, que vamos lembrar agora nas fotos.

Leo pagou seis euros para subir a pe 5089765 degraus. A vista valeu a pena.

Eu e a Pietá inacabada de Michelangelo.

Carro eletrico recarregando as baterias. Ah uma coisa dessa em Cabo Frio…

Amiguinhos

Cade namorado e Lili e Leo nao vao pro céu

Corre, corre.

Passamos rapidamente por Assis, mas esta cidade simples, com uma energia de bondade e tranquilidade deixou saudades.

Vimos a igreja de Santa Clara e a de Sao Francisco, onde encontramos enterrados ao redor dele, seus companheiros. Foram as unicas igrejas onde os turistas respeitaram a ordem de nao fotografar. E fazer silencio.