Florença foi a cidade berço do renascimento, capital da arte italiana e da família Médici. A cidade, hoje, guarda cerca de 40% de todo o acervo artístico da Italia. Nela, nasceram Michelangelo, Dante e Maquiavel. Também viveram na cidade Leonardo da Vinci e Galileu. Suas obras preenchem museus e ruas. Em poucos lugares do mundo estão reunidas tantas obras, trabalhos, esculturas, pinturas, afrescos, executadas por alguns dos maiores gênios que a humanidade já conheceu.
Florença, ou Firenze, como dizem os Italianos, é banhada pelo rio Arno.

florenca.jpg

Piazzale Michelangelo
Galeria Uffizi: O Nascimento de Vênus (de Botticelli), Vênus de Urbino (Ticiano) e a Sagrada Família (Michelangelo).
Piazza del Duomo

Duomo – A catedral que é o cartão-postal da cidade. Suba até o campanário, visite o seu museu, onde está a famosa Pietà inacabada de Michelangelo, e siga caminho – Piazza del Duomo, 055/230-2995, http://www.operaduomo.firenze.it.
Galleria Degli Uffizi – Mais de 2 mil obras de arte esperam por você, entre elas O Nascimento de Vênus, de Botticelli – Piazzale degli Uffizi, 055/238-8651, http://www.polomuseale.firenze.it/uffizi.
Catedral de Santa Maria del Fiori: Sua construção durou 150 anos e seu projeto é de Filipo Brunelleschi. No interior da Igreja, vários artistas deixaram seu toque, entre eles Donatello, que “assina” alguns dos vitrais.
Vale uma esticada até o Palácio Pitti, que era rival dos Medici. Construído no século 15, acabou sendo comprado por Cosimo Medici, em 1550. Tão importante quanto visitar as obras é passear pelo Jardim Boboli, ao lado do palácio.
Em frente a Catedral, fica o Batistério di San Giovanni, onde Dante Allighieri, autor de “A Divina Comédia”, foi batizado. É a construção mais antiga da cidade, data dos séculos V e IX. Destaque para os lindos portões de bronze, entre eles o Portão do Paraíso, de Lorenzo Ghiberti, que narra passagens bíblicas.

Piazza della Signora
Em frente ao Palazzo Vecchio, o antigo palacete dos Medici que hospeda hoje o gabinete da prefeitura, centenas de turistas se espremem para apreciar a bela escultura de Davi. Todos sabem que ela é falsa, uma cópia – a verdadeira, de Michelangelo, está na Accademia (via Ricasoli, 58-60, 055/238-8612, http://www.polomuseale.firenze.it/accademia). Ela está cercada por um grupo magnífico de esculturas, onde destacam-se o Perseu de Cellini e o Rapto das Sabinas, de Giambologna.

Basílica de San Lorenzo: Obra de Brunelleschi, em 1424, onde vários dos Medici estão sepultados, entre púlpitos assinados por Donatello e esculturas de Michelangelo. Esta igreja guarda 276 sepulturas de nomes imortais das artes, como Michelangelo, Ghiberti, Machiavelli, Dante, Da Vinci, Rossini e Galileo. A própria igreja tem suas capelas projetadas por Giotto, Della Robbia e Brunelleschi.

Cennatoio Intervinias – Nas proximidades de Florença, lá se produz vinhos ecológicos – Via Bruno Buozzi, 268, Campi Bisenzio, 055/896-3230, http://www.cennatoio.it.

(Comer em Florença, por http://foxymophandlemam.blogspot.com)
Na Itália os pratos são costume ser primeiro uma Pasta, depois uma Anti-Pasta (ou ao contrário) e no final uma sopa. A Pasta consiste numa enorme pratada de massa e tá a andar. A Anti-Pasta consiste num prato simples de algo leve para se comer, tipo um bife com um molho especial ou uma salada (Insalata) e é só mesmo para retirar o peso da massada anterior.

Bolognese: Além de molhos, a palavra, em italiano, se empregada mal (ou corretamente), pode siginificar o que em ingles se chama Blow Job, ou em português, boquete.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s